O Coordenador do Laboratório de Estados da Violência da Universidade Federal do Ceará (UFC), César Barreira, defendeu durante debate sobre segurança pública, realizado nesta terça-feira (6), a adoção de um sistema único de segurança pública, por se tratar de uma questão de ordem nacional. Ele enfatizou que é necessário romper o ciclo vicioso de violência medo e insegurança, cujas vítimas preferenciais são os negros, jovens e pobres.

Para o especialista da UFC, a criação do Ministério da Segurança Pública significa o reconhecimento de que o tema é uma questão de ordem nacional, e o principal desafio do novo ministro é estabelecer um planejamento estratégico, tornando a segurança como um tema tão importante como a economia, saúde e educação.

— Esse é o momento de congregar trabalhos e reunir esforços de modo a não pensar que um ministério se inicia no ato de sua criação. Há uma experiência acumulada que deve ser considerada no processo e nessa perspectiva é importante somar e agregar diferentes experiências de segurança nacional e estrangeiras, além de uma busca para selecionar experiência exitosas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.