Essas avaliações resultaram num aumento de R$ 1 bilhão no Balanço Geral da União


publicado
29/01/2018 18h39,


última modificação
29/01/2018 18h39

No ano passado, 924 imóveis foram avaliados e reavaliados em todo o País pela Coordenação-Geral de Avaliação e Contabilidade do Patrimônio (CGCAV). O resultado é 62,9% superior à meta estabelecida para o indicador F Avaliação e Reavaliação, da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Esse incremento repercutiu positivamente na contabilidade da União. As avaliações elevaram o valor desses imóveis em R$ 1,079 bilhão, passando de R$ 11,344 bilhões em dezembro de 2016 para R$ 12.243 bilhões em dezembro de 2017, o que representou um incremento de 9,5% na contabilidade desses imóveis no Balanço Geral da União.

O bom resultado deve-se ao investimento na área de caracterização nas superintendências, ações de capacitação, com destaque para a 1ª Semana de Avaliação de Imóveis na SPU (I Semavi), aquisição de software específico e a participação ativa do Conselho de Avaliadores da SPU, disciplinada pela Portaria 24, de 8 de março de 2017.

“Isso demonstra que a atividade de avaliação de imóveis é um importante vetor para fortalecimento da contabilidade do patrimônio, que será refletido no atual Balanço Geral da União. Foi a primeira vez que se avaliou um número tão grande de imóveis na SPU com base em valores de mercado”, comemora o coordenador-geral de avaliação e contabilidade do patrimônio da SPU, José Gustavo Villaça, coordenador-geral da CGCAV.

Fonte: Governo Federal

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.