Crédito: arquivo pessoal

O economista Maurício Moura, professor da Universidade George Washington e fundador do IDEIA Big Data, especializou-se em integrar dados para, entre uma série de atividades, captar tendências de comportamento, identificar nichos sociais e transformar conhecimento em estratégia.

Apresentação

Mas desde que começou a atuar nessa área, Maurício Moura percebe que o volume de conteúdo produzido diariamente por bilhões de pessoas ao redor do globo deu início a uma nova era em que informação íntima e privada quase não existem mais. É com esse tipo de informação pública que empresas como a IDEIA Big Data atuam no mercado de pesquisa, marketing e estratégia.

“Nos últimos dois anos, foram produzidos 90% dos dados da história da humanidade”, afirma Maurício Moura. “É exponencial o crescimento da produção de dados. E o nosso trabalho começa por coletá-los”, conclui. Boa parte dessa informação é obtida por meio das tecnologias que usamos no cotidiano.

“Quando alguém liga o celular, já é possível obter algumas informações, como a localização”, explica Maurício Moura. Com o uso de redes sociais, produção de conteúdos como fotos, textos, comentários e até mesmo e-mails ou pesquisas em sites de buscas, já é possível obter uma gama de informações completas sobre determinada pessoa.

“A questão principal hoje é que não existe privacidade. A partir do momento em que as pessoas estão na internet, em redes sociais, acessíveis em ferramentas de busca, os dados passam a ser públicos”, diz Maurício Moura. Pela legislação, tudo que é público é acessível.

https://exame.abril.com.br/negocios/releases/mauricio-moura-fundador-do-ideia-big-data-define-quem-e-o-eleitor-de-bolsonaro/

Ao acessar determinados sites e aplicativos, o usuário aceita os termos de utilização dos serviços e, em alguns deles, pode definir suas configurações de privacidade. Mesmo assim, muitos de seus dados se tornam públicos. “Hoje, um smartphone dá o raio-x da existência de alguém. Quanto mais usado, menos privacidade alguém terá”, alerta Maurício Moura.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.