Sistema de defesa e ferramentas digitais atingiram índice de solução de demandas de 81%


publicado:
05/01/2018 21h37


última modificação:
05/01/2018 21h37

As ferramentas digitais do Ministério da Justiça e Segurança Pública garantiram atendimento, sem burocracia, para mais de 20 milhões de consumidores que enfrentaram problemas ou dificuldades na compra de algum produto ou serviço.

Divulgado pela pasta nesta sexta-feira (5), o balanço leva em conta o desempenho do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e da plataforma eletrônica consumidor.gov.br desde sua criação.

Essas ferramentas têm se mostrado úteis para o consumidor. O prazo médio para a solução de demandas é de pouco mais de seis dias. Diante dessa velocidade, o índice de solução chegou a 81% desde que essas plataformas entraram em operação – isso quer dizer eu oito em cada dez demandas são solucionadas.

O Ministério da Justiça explica que Sindec é formado por 486 Procons espalhados por todas as unidades da federação. Apenas postos de atendimento chegaram a 733 no ano passado. Essas ferramentas e todo esse sistema ainda permitiram criar um banco de dados com informações, queixas e comportamento de fornecedores, dados que são importantes na formulação de políticas públicas.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Fonte: Governo Federal

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.