Da Redação e Da Rádio Senado |
19/12/2017, 16h50 – ATUALIZADO EM 19/12/2017, 16h52

O senador Reguffe (sem partido-DF) informou nesta terça-feira (19) em Plenário quais as ações a serem beneficiadas com recursos referentes às suas emendas parlamentares ao Orçamento de 2018 (PLN 20/2017). Do montante de R$ 14,7 milhões, Reguffe priorizou três áreas: saúde, educação e segurança.

— Como se chega a esse valor? se pega 1,2% da receita corrente líquida da União, e divide-se por 594: [são] 513 deputados, mais 81 senadores. Hoje essas emendas têm caráter impositivo. Portanto, o governo federal é obrigado a executar, o que deveria aumentar ainda mais o critério e a responsabilidade do parlamentar na hora de executar essas emendas — explicou.

Destino dos recursos

De acordo com Reguffe, serão destinados R$ 7 milhões para o custeio da saúde e a compra de medicamentos para a rede pública. Outros R$ 2,5 milhões serão usados para comprar equipamentos hospitalares. Ainda no setor de saúde, Reguffe destinou R$ 1,072 milhão para a suplementação de recursos para a construção do hospital do câncer.

Já para o setor de educação, serão R$ 2,45 milhões para a reforma de escolas públicas, informou Reguffe.

Quanto à segurança, o senador destinou R$ 1,25 milhão para a implantação do programa de videomonitoramento das ruas do Distrito Federal e R$ 500 mil para a compra, pelo Corpo de Bombeiros, de viatura de resgate e salvamento.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.