Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio.

A Ferrari foi a grande equipe do fim de semana do GP de Mônaco. A escuderia só não fez a melhor volta da corrida — marca lograda no fim por Sergio Pérez — mas garantiu toda a primeira fila, e também a dobradinha no pódio. Sebastian Vettel triunfou no Principado e teve Kimi Räikkönen em segundo. A Mercedes foi discreta e teve Valtteri Bottas como carro melhor colocado, em quarto, e Lewis Hamilton, depois de uma classificação sofrível com muitos problemas com os pneus macios, foi apenas o sétimo.

Fellipe Massa não escondeu o quanto ficou impressionado com o ritmo da Ferrari em Monte Carlo. Foi a primeira vez desde que o brasileiro conquistou a pole no GP de Mônaco de 2008 que a escuderia italiana largou na posição de honra.

No entanto, Massa acredita no poder de reação da Mercedes e aposta em uma batalha franca com a Ferrari até o fim da temporada.

“Vendo em retrospectiva o fim de semana, observei que a Ferrari obteve sua primeira pole-position em Mônaco depois que larguei na frente em 2008. Kimi fez uma boa volta e fiquei feliz por ele ter conquistado uma pole-position. Acho que a Ferrari foi o carro a ser batido no fim de semana. Ver como eles estavam na pista foi simplesmente impressionante”, escreveu o brasileiro em coluna para o site norte-americano ‘Motorsport.com’.

“Corrida após corrida, está voltando a ter uma disputa com a Mercedes, e acho que há tudo o que é preciso para ver esta batalha até o fim da temporada”, acrescentou.

Após o GP de Mônaco, a Ferrari ultrapassou a Mercedes no Mundial de Construtores e soma agora 196 pontos, 17 à frente da rival prateada.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

Vídeo:
Galeria de Fotos: